O CRAS e o Serviço Social

09 de setembro de 2010

É com muita propriedade e satisfação que venho afirmar que o assistente social em sua relação com a sociedade dentro de um território vulnerável, possui junto ao aparato institucional do CRAS e primordialmente o constante envolvimento em sua dimensão técnico-operativo, teórico-metodológico e ética-política, a materialização social de uma poderosa intervenção, no resgate da cidadania, ruptura de paradigmas e construção de uma nova história social.

Contudo a realidade de muitos profissionais não chega a atingir esse patamar de intervenção, quando deixa ou recebe imposições às velhas práticas assistencialistas  direcionar seus trabalhos. Neste caso, não se pode deixar nunca de ser propositiva e buscar dentro de suas limitações o fortalecimento do trabalho em grupo em pareceria com a rede social.

Venho trazer essa reflexão, após presenciar a angústia de alguns profissionais inseridos em alguns CRAS de alguns municípios da Bahia.

Todavia em contrapartida me alegro quando encontro profissionais felizes com seus trabalhos desenvolvidos dentro dos Centros de Referências da Assistência Social.

Em particular, trabalho em um CRAS e o meu primeiro contato com a comunidade foi buscar a confiança social, uma conquista paulatina, já que, eu, era uma estranha em sua área.

Essa relação de afinidade,  se consolidou na medida que a comunidade se sentia acolhida na Casa da Família, uma troca significativa de respeito, amor, dignidade e fortalecimento de vínculos.

Engraçado foi um dia, que uma funcionária do Posto de Saúde foi no CRAS para  conhecer os técnicos, pois as gestantes que faziam o prá-natal só falavam de como foi bom o Grupo de Gestante que participaram no CRAS !

Fiquei muito feliz e bastante realizada em saber que a comunidade já tinha percebido que o CRAS realmente era a Casa da Família e que as dificuldades enfrentadas para construção do grupo no que se refere a falta de material solicitado, dos improvisos, das idas e vindas na rede social em busca de parceria, das portas fechadas, foram amenizadas com a construção do coletivo em forma de CONQUISTA e SUPERAÇÃO.

Essa conquista nasceu com o exercício da escuta das prioridades e reais necessidades dentro da comunidade, construindo a efetivação dos direitos sociais de forma propositiva e criativa através de interveções sociais dentro do CRAS.

Falo isso, pois muitas vezes, deixamos de buscar uma intervenção colocando a culpa na gestão, na conduta assistencialista de muitas prefeituras que  oferecem benefícios sociais eventuais como se fossem fixos e eternos, mas precisamos entender que somos profissionais com o respaldo legal de construção e não de reprodução ou passividade.

Acreditem sempre em seu potencial, não deixe que ele se perca em meio as dificuldades.


24 Comentários to “O CRAS e o Serviço Social”

  1. maria rosinete disse:

    fiquei feliz com o seu trabalho desenvolvido no cras, pois sou assistente social e gostaria de saber mais como atuar no cras, sempre me preocupo com as comunidades carentes e preciso esta enterada de tudo que e de bom que possa enriquecer meus conhecimentos..abraço

  2. muito bom esse texto, estou precisando de orientações sobre o cras,
    em julho começo o estágio.
    abraços

  3. FRANCISCA MARIA disse:

    FIQUEI ENCANTADA COM SEU DEPOIMENTO, POIS TAMBÉM SOU UMA PROFISSIONAL NA ÁREA DE SERVIÇO SOCIAL E AMO O QUE FAÇO….!!!!!!!!!TAMBÉM ATUALMENTE ATUO NO CRAS, ADORO TRABALHAR COM AS FAMÍLIAS, COMO UM TODO…….AMO MESMO. TENHO CERTEZA QUE DEUS NAO ME ESCOLHEU ATOA. POIS BEM,…MAS ESTOU M POCO TRISTE NO MNICÍPIO QUE TRABALHO, PORQE A SECRETARIA DE AÇAO SOCIAL DO MNICÍPIO NAO ESTÁ DANDO OPORTNIDADE PARA OS TÉCNICOS DO CRAS PARTICIPAREM DAS CAPACITAÇOES. E TDO ISSO É MITO DESAGRADÁVEL E EU COMO ASSISTENTE SOCIAL PRECISO ESTAR ME CAPACITANDO, ME INFORMANDO DAS MDANÇAS ATAIS….EU NAO ESTOU MAIS SUPORTANDO ESSA SITAÇAO. E PRETENDO BUSCAR NOVOS HORIZONTES, PRECISO ……….POR ISSO VOS PESSO QUE SE SOUBER DE UMA OPORTNIDADE, POR FAVOR ENTRE EM CONTATO COMIGO.
    FONE- (xx)8844-****

    [Telefone editado]

  4. Elenice Nunes disse:

    olá!
    gostei de ver esse depoimento, também gostaria, ja que voce é ou parece ser uma pessoa que se preocupa com o bem estar social, voce poderia me dar uma força, estou procurando estagiar na área, estou cursando segundo ano, terceiro semestre..e meu caro(a) está quase impossível conseguir um estágio, amo essa formação em q estou tentando concluir, só me faltam aesses respaldos, grata.

  5. Recilene Santos disse:

    Olá!!Parqabéns pelo trabalho desenvolvido…Gostaria de saber como é a atuação do Assistente Social no Cras?Estou trabalhando no CRAS,mais ainda estou meio perdida….Quero ser uma profisisonal dedicada eque luta pelos direitos das pessoas……obg,abraços

  6. katiane disse:

    ola fiquei feliz em ler seu comentario .sou assistene social mas nao estou atuando .esses dias surgiu uma vaga de emprego p mim mas dispençei por medo de encarar ,com medo de nao dar conta ,a vaga era p trabalhar em um cras.o devo fazer p perder esse medo?

  7. fernanda disse:

    sou academica de serviço social, e achei fantastica sua colocação consegui com suas palavras entender melhor esse universo de contradições, a profissão vem crescendo e conquietando novos campos de trabalho.temos que estar sempre nos aperfeisoando conhecendo novos rumos.

  8. vilma disse:

    Gostei muito, sou pedagoga e estou precisando de orientação. O curso de pedagogia também pode atuar no CRAS.

  9. GISELLE disse:

    Olá! Sou AS, recebi a proposta para ser AS de um CRAS, mas estou receosa, não sei como se dá o dia-a-dia desse profissional nesta áera. Nunca estagiei num CRAS nem mesmo me dei conta sobre esse trabalho realizado nestas instituições. Me sinto insegura, sou formada há3 anos e nunca atuei. Poderiam me falar um pouco do cotidiano destes profissonais no CRAS. Seria muito grata e talvez eu possa me sentir mais segura para iniciar.

    Obrigada, aguardo ansiosamente.

  10. claudia disse:

    Muito bom seu texto bem interessante estou terminando o estágio de serviço social no cras tbem…

  11. leiliane disse:

    Olá! sou estudante de serviço social e estou realizando o meu estágio no CRAS. e gostaria que vc mim ajudasse em qual o tema devo abordar no meu projeto de intervenção

  12. Eliane disse:

    OLá!!! Fiquei muito feliz pelo trabalho que vem realizando no CRAS. Estou estagiando no CRAS.Gostaria de orientação acerca de temas para trabalhar com grupo de mulheres e da melhor idade no meu projeto de intervenção, conto com sua contribuição. Sucesso!!!!

  13. marizete disse:

    sou estudante de serviço social,e ainda não sei como agir no meu estágio inicial,e nem sei qual tema aborda no meu projeto,por favor mim de uma luz
    deus te ilumine,
    obrigada

  14. juciene carlos disse:

    Querida, muoto bom seu texto. Também sou AS e atuo em um CRAS, minhas angustias são também as usa, pois isto é de profissional comprometido com a causa. Eu também não deixo abater, vou a luta e temos que ser fortes, determinadas e com conhecimento de causa para defender nosso trabalho, esse negocio de gestora social, secretarios, prefeitos querer barrar nosso trabalho existe em todo lugar, mas somos mais, pois temos o saber, o conhecimento e quem atua com amor, defende.
    Quem tiver algum trabalho sobre os CRAS me enviem para trocarmos figurinhas. Obrigada!

  15. LUCIANA disse:

    OI SAN,AMO OS SEMINÁRIOS ONDE VC ESTÁ PRESENTE,SOU ALUNA DA UNIFACS DO CURSO DE SS,GOSTARÍA DE SABER SE É POSSÍVEL VISITAR O CRASS COMO ALUNA ,ONDE E COMO????

  16. rose disse:

    olá sou estágiaria no cras onde deparamos com inumeras demandas, a princípio estou meio apreensiva, que dica nos daria para o projeto de intervencao? obrigada.

  17. Ceila disse:

    Olá !!

    Adorei seu comentario sobre o trabalho realizado no CRAS.. sou assistente social tbm, me formei tem pouco tempo, e recebi uma proposta para atuar em um CRAS, e não vou negar que estou mto insegura, pois quando estagiei foi na politica habitacional. Então gostaria que me falasse maiis um pouco de como é o trabalho realizado no cras e se possivél me mandar algum material para q eu possa está me informando mais.. desde já agradeço.. e parabéns pelo trabalho.

  18. marcela disse:

    Gostaria de saber sua opinião sobre como trazer os usuarios para o espaço, pois varias reuniões foram marcadas e essas pessoas não comparecem so se acharem que o bolsa familia vai ser cortado. POR FAVOR me de ideias!!!!

  19. Domingas disse:

    Olá, comecei recentemente meu trabalho em um CRAS, gostaria de saber como buscar parcerias junto aos órgãos para uma melhor efetivação do meu trabalho com os usuários.
    Grata: Domingas

  20. lilia disse:

    ola gostei muito do seu conteudo estou no curso de serviço social gostaria de sugar voce um pouco porque percebi que seu conteudo e rico e preciso aprender com profissionais como voce se voce puder me enviar conteudos sobre CRAS ficaria muito feliz abraços Lília

  21. ducilene disse:

    gostei muito em saber que existem pessoas que se preocupa com a humanidade, quero ingressar nesse curso acho muito legal se preocupar com o bem estar das pessoas, sabemos que não é fácil lidar co o ser humano , mas tentamos melhorar nossa sociedades.gostaria que me passasse mas informações não somente do curso mais tambem como funciona os cras…

  22. alberice disse:

    gostei de sua reflexão, é muito importante, gostaria qu vc me passase quais as dificuldades que vc como A.S. sente no cras que vc atua, pois eu to terminando o curso de serviço social, e vou fazer minha nonografia dentro deste tema” as dificuldades do profissional no cras de marerializar suas funções,,,se vc poder me envia pro meu email…grata…tenha uma otima tarde..

  23. alberice disse:

    gostei do seu reflexo…poderia me enviar quais as dificuldades do A. S dentro de um cras, pois a minha monografia tem esse tema….grata…

  24. Aline Cristina disse:

    Olá! Sou AS, formada há 1 ano e nunca atuei, com exceção dos estágios. Vou trabalhar em um CRAS (concurso), mas estou receosa, não sei como se dá o dia-a-dia desse profissional nesta áera. Nunca estagiei num CRAS nem mesmo me dei conta sobre esse trabalho realizado nestas instituições. Me sinto insegura. Poderia me falar um pouco do cotidiano destes profissonais no CRAS. E sobre o que devo fazer primeiramente ao iniciar meu trabalho? Gostaria de dicas que pudessem me deixar mais segura.
    Obrigada, aguardo ansiosamente.

Comente